Equipamentos para fazer cerveja artesanal (Parte 4)

Já digo que este artigo é a parte 4 sobre os equipamentos para fazer cerveja artesanal. Você pode conferir a parte 1 aqui, a parte 2 aqui e a parte 3 aqui.

Depois de fermentar e maturar a cerveja, ainda existe uma coisa a se fazer. É preciso carbonatar, já que ninguém gosta de cerveja choca, não é mesmo?

Existem dois processos mais populares entre os cervejeiros caseiros:

  • Carbonatar em um barril, seja keg ou post mix;
  • Fazer uma segunda fermentação na garrafa.

Como no Brasil é muito raro alguém que começou a fazer cerveja já ter um kit de keg, vamos focar na segunda fermentação: a famosa fermentação na garrafa.

Este processo é bem simples. Adicionamos a cerveja na garrafa, colocamos um pouquinho de açúcar de cozinha e fechamos, assim o gás produzido na fermentação não escapara e entrará em solução, carbonatando nossa cerveja!

Diferentes estilos de cerveja requerem diferentes níveis de carbonatação. Generalizando, podemos dizer:

  • Estilos de baixa carbonatação: 4 gramas por litro;
  • Estilos de média carbonatação: 5-6 gramas por litro;
  • Estilos de alta carbonatação: 7-8 gramas por litro.

Lembrando que durante a produção de cerveja artesanal, se muito açúcar for colocado, a garrafa pode (e vai) explodir. A carbonatação também pode ser feito com outros açúcares, essa tabelinha conta para açúcar de cozinha (refinado ou cristal), mascavo e demerara.

Se você tiver interesse em usar mel, mosto não fermentado ou extrato de malte é algo legal de se experimentar, porem um pouco de pesquisa será necessário já que os valores de açucares fermentáveis nesses compostos nem sempre são os mesmos.

Mas e os equipamentos para fazer cerveja artesanal?

A primeira coisa a se relembrar é a balança do primeiro texto que vai entrar em ação aqui também!

As garrafas

Agora indo para o óbvio: você vai precisar de garrafas depois de fazer cerveja!

Podem ser garrafas de qualquer tamanho. A higienização é a parte mais importante do engarrafamento. Vale a pena investir em produtos de limpeza e escovinhas de garrafas. Infelizmente, essa é a parte que você não vai conseguir economizar.

Uma limpeza ruim vai arruinar a sua cerveja.

equipamentos para fazer cerveja

As tampinhas

É claro que a próxima da lista são as tampinhas. Elas também devem ser sanitizadas e bem limpas! Agora é a hora que dá para brincar, comprar tampinhas personalizadas, coloridas para combinar com o estilo, tampinhas que mudam de cor quando a cerveja está gelada e por aí vai!

O arrolhador

O equipamento necessário para colocar as tampinhas nas garrafas varia de R$ 50 a centenas de reais.

equipamentos para fazer cerveja

#Dica

Quem tiver a oportunidade de guardar garrafas flip-flops (aquelas com as tampinhas de cerâmica que não saem), é uma ótima saída para quem não quer ficar comprando tampinhas sempre!

equipamentos para fazer cerveja

O tubo enchedor

Outro investimento que vale a pena é um tubo enchedor, que pode ser acoplado na torneira do seu maturador para facilitar o enchimento das garrafas.

Também tem a opção de engarrafar com rolhas, mas você precisará de garrafas próprias, rolhas e arrolhador para rolhas, que são claro, mais caros.

Agora sim. Sua cerveja estará pronta para ser apreciada sem moderação.

Semana que vem, esta série acaba com meu último artigo sobre sanitização, quais produtos utilizar para isso e os equipamentos de medição.

Os comentários estão encerrado.